segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

'onde queres revólver, sou coqueiro'

há facilidades em estar cego
rastros de bombas obus
rasgam do poema mil nuvens
de paz – e o sol amarelo!
STOP também quer dizer
napalm já não é tão raro
feito sorrir ao ver pai & filho
de skate a caminho da escola
ou as meninas-monstras
que transformam os meninos
em variegadas frutas na corrida
recreativa – e o contrário também

há facilidades em ter a garganta
vermelha de ódio e disparates
vulgaridades posses – tanta dor
escorre junto ao vômito nas vielas –
cobrem as gotas – tão brilhantes!
da chuva que cintila o chão

as gentes extinguem irmandades
e há facilidades para quase tudo
até à trégua, amor - um ser
vivente que cresce, nasce y me abraça
: há trégua em estarmos vivos
enquanto morre o mundo lá fora

william turner: 'fire at a sea', óleo sobre a tela 

2 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Nina,

Sim, acho que falam em crescimento econômico como solução, com um cinismo redundante; o tal crescimento econômico é que é o problema, não a solução.

beijo
Marcos

Carla Diacov disse...

amocê!