domingo, 31 de março de 2013

RISCO, JORNAL 'O GLOBO'


Clique na imagem para ampliar ;-)

3 comentários:

Marcos Satoru Kawanami disse...

Nina,

Como é que vc conseguiu? Diga, que eu também quero...

=)
Marcos

Assis Freitas disse...

que massa, a tua poesia é altíssima


cheiro

Heyk disse...

Nina, essa coisa de delegar amor pras coisas e etnografá-las em seu itinerário de coisas tem me interessado. Gostei do poema.

Um abraço

heyk