domingo, 8 de abril de 2012

ás de copas

um poema pra dentes me atravessa os olhos. podia e queria dizer tudo, mas um poema pra dentes me atravessa a garganta. digo, assim.

2 comentários:

Assis Freitas disse...

um poema pra dentes, ardente



cheiro

Ellen Joyce disse...

Como amei, Nina! Como amei!